Artigos

Manoel Dionísio - Entrevista

Mestre Manoel Dionísio é nome fundamental na história do carnaval carioca e brasileiro. O início da carreira foi em 1955, quando forma-se dançarino afro no Balé Folclórico de Mercedes Batista. A família queria a carreira militar, ele ficou em dúvida entre o futebol, o cinema e a dança, mas, felizmente, optou pela última e não a abandonou jamais. O mestre encara a dança não como trabalho, mas como lazer, e diz com orgulho que criou a família assim. Manoel Dionísio atuou no teatro na montagem histórica de Orfeu da Conceição, de Haroldo Costa, passou 14 anos dançando na Europa, e fundou em 1990 a Escola de Mestre Sala, Porta Bandeira e Porta Estandarte do Rio de Janeiro, responsável pela formação de dançarinos que estão à frente das escolas de samba da cidade do Grupo C ao Especial, além de formar crianças, adolescentes, jovens e adultos nas categorias do gênero.


Mestre Manoel Dionísio esteve em Belo Horizonte (MG) para participar da 2ª Edição da Rede – Terreiro Contemporâneo de Dança, da SeráQuê? Cultural, e conversou com o Centro Cultural Virtual. Fala sobre início da trajetória, a descoberta da dança, o encontro com Mercedes Batista, o carnaval do Rio de Janeiro, de São Paulo e outras cidades, a Escola que fundou, e muito mais.


É o que você confere aqui nesta entrevista exclusiva!





Comentários